Corpo Nacional de Escutas
MENSAGEIROS DA PAZ

SER MENSAGEIRO DA PAZ, O DESAFIO... DE UMA VIDA.

É fácil encontrar na história da humanidade ao longo dos tempos personalidades que, pela sua forma de estar, de falar, de agir foram verdadeiros Mensageiros da Paz: Martin Luther King, Mahtma Gandi, Madre Teresa, Tenzin Gyatso... alguns dos mais conhecidos.

De facto, mesmo nos momentos mais conturbados na história do Mundo, houve sempre heróis que se colocaram ao serviço da Paz. Ignorados por uns, menosprezados e até calados por outros que se sentiam incomodados, trabalharam assim mesmo por ideais que ainda hoje, apesar de estarmos em pleno século XXI são mais actuais que nunca. Não podemos reduzir o conceito de Paz ao facto de não haver guerra.

A Paz realiza-se quando trabalhamos para acabar com a fome... a Paz faz-se quando se protegem as crianças da escravidão... a Paz acontece quando olhamos o sorriso de satisfação de uma criança, um jovem ou um adulto, quando soletra pela primeira vez uma palavra... a Paz reflecte-se nas águas límpidas e no ar puro de uma ambiente que queremos saudável... a Paz é condição insubstituível para a humanidade vivenciar os seus valores sem restrições nem condicionalismos, geralmente todos eles criados pela própria condição humana.

Ser Mensageiro é, primeiro que tudo sentir a Paz dentro de si assente num ideal de valores que sejam testemunho coerente desse princípio pelas palavras e pelas ações. Sentido de justiça, princípios de igualdade de oportunidades e sustentabilidade, seja ambiental, seja social, são alguns dos pilares em que assenta o verdadeiro conceito de Paz.

Mas a Paz não faz sentido se vivida sozinho, só para dentro... a Paz concretiza-se quando a pessoa que pertence a uma comunidade, a transporta intervindo activamente, exercendo os seus direitos e deveres cívicos assertivamente e dessa forma contribui para evitar ou debelar situações de hostilização ou de eventuais conflitos, entre outros.

Na certeza que tudo isto se reflectirá num espectro mais vasto como é a humanidade, na relação consigo própria e com o ambiente - Segurança, sustentabilidade social, económica e ambiental – é nesta dimensão que aí sim desaguará um sem conta de atitudes e de acções que começam em cada um de nós... num pequeno gesto.

Já hoje somos Mensageiros da Paz nos pequenos mundos que vamos mudando quando visitamos os nossos idosos, quando participamos nas recolhas de alimentos, quando damos um pouco do nosso tempo aos sem abrigo... quando oferecems um ombro e um sorriso a quem precisa.

Com certeza não almejamos ser Nobel da Paz... o que temos de perceber é que a mudança começa em cada um de nós junto daqueles que connosco caminham e o projeto Mensageiros da Paz é uma ferramenta que ajuda, que enquadra e que pode mesmo dar apoio para que as ideias não sejam só isso e passem á acção.

Porque só assim construímos um Mundo Melhor,

Junta-te a nós. Esperamos por ti!